Antífona – Zé Modesto

Ago 27, 12 • Enredos da Terra, Home2 Comments

Canção bonita, da terra, popular. De cultura de um outro tempo, de uma outra lógica. Para enredar os caminhos do Vale do Paraíba.

 

Nossa Senhora, Mãe Preta do Paraíba
Dá tua bênção pra gente ir cantando em frente
E pela frente põe gente em nosso caminho
Pra nóis cantá e ter sempre alguém ouvindo

Nossa Senhora vigia
Esparrama o teu amor
Pra que na vida a poesia
Nos seja causa maior
Não seja a raspa do tempo
Que ele voa ligeirinho
Seja a poesia o alimento
A sustança no caminho

Cuida que haja o afago
E todo amor que ele tem
Que os corações que andam vagos
Encontrem logo o seu bem
Nessa vida sem carinho
O nosso destino é vão
Que é que na vida sozinho
Tem feliz seu coração?

Sinhá Preta seja abrigo
Nas horas de precisão
Que a gente saia do umbigo
E viva mais comunhão
Batendo menos cabeças
Fica leve a nossa cruz
Tua bênção Sinhá nas encrenca
Tua glória nos dias de luz!

 

2 Responses to Antífona – Zé Modesto

  1. Mônica Regina Augusto diz:

    Essa música é muito linda! (Antífona – Nossa Senhora mãe preta do Paraíba) Onde posso conseguir a partitura? Participo de um grupo de liturgia e gostaria de ensaiar com o pessoal para cantarmos em alguma celebração. Obrigada, Mônica

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Felipe Cabral

↓ More ↓