As perguntas que me matam…

Ago 27, 12 • Enredos da TerraNo Comments

Sketch para fazer a dois.

 

E por falar em sentimentos, como andam os teus? 

Quem quer saber? 

É proibido perguntar?
 

Foi isso que eu quis saber?
 

Não vai responder?
 

Está com pressa? 

Você se lembra do que eu perguntei? 

Por que você me pergunta isso? 

Já sei, você está apaixonado, não é? 

Quem te disse isso? 

E precisa alguém dizer? 

Então o que é estar apaixonado? 

Você é que está e não sabe dizer? 

Você também não sabe responder? 

Eu tenho cara de quem não sabe? 

Você fica ofendida de eu perguntar se você não sabe responder? 

Por que você está se fazendo de bobo hoje? 

Por que você quer tanto saber disso? 

Eu não posso perguntar sobre os seus sentimentos? 

Quem quer saber? 

Vamos começar tudo de novo? 

Podemos começar tudo de velho? 

Você é engraçadinho assim e eu nunca percebi? 

Você nunca percebeu? 

Percebeu o que? 

Quer deixar pra lá? 

Deixar o que pra lá? 

Você sempre foi desentendida assim e eu nunca percebi? 

Você nunca percebeu? 

Percebeu o que? Kkkkk 

Humm, acho que você percebeu sim, né? 

Eu tinha que perceber? 

Então não está na minha cara? 

Posso responder com uma pergunta? 

Responder o que? 

Você não me fez uma pergunta? 

Uma? 

Seja como for, posso então responder com uma pergunta? 

Mais uma pergunta? 

No começo da conversa, você não me perguntou uma coisa? 

Como andam teus sentimentos? 

Ainda quer que eu responda? 

Uma pergunta dessas não merece uma resposta? 

Eu disse que não merece resposta? 

Você vai parar de enrolar e responder? 

Você vai me deixar responder? 

Eu estou tapando sua boca? 

Quer casar comigo? 

Quando? kkk

Dá pra ser hoje? 

Cadê o Padre? 

Tem que ser no religioso? 

Você está pensando que eu sou o que? 

Você é Santa? 

Você é sempre grosso? 

Eu te xinguei? 

Precisa xingar para ser grosso? 

Foi isso que eu perguntei? 

Faz aquela outra pergunta de novo? 

Qual pergunta? 

Já esqueceu? 

Quer casar comigo? 

Eu não, você só sabe perguntar. 

FIM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Felipe Cabral

↓ More ↓