Posts Tagged ‘Lixo’

  • Das sucatas às formas do mundo por A.C. Estanagel

    Out 3, 12 • felipecabral • cotidiano, Home1 ComentárioLeia mais »
    Das sucatas às formas do mundo por A.C. Estanagel

    Entre os dias 14 e 23 de setembro, das 9 às 21hs, no Parque Vila Guilherme – Trote em São Paulo Capital aconteceu o XVI Revelando São Paulo – Festival da Cultura Paulista Tradicional (http://revelandosaopaulo.org.br/rv/) Pela curiosidade e admiração pela temática, estive presente e entre tanta coisas acabei me deparando com o trabalho do artesão Antonio Carlos Estanagel, da cidade de Itapetininga, interior do estado. Estanagel faz peças de arte a partir do que alguns chamam de sucata. Ele visita lixões, ferro-velhos e desmanches de carros para pegar matéria-prima para seu trabalho. De enorme criatividade, as peças feitas são bastante impressionantes do ponto de vista da criatividade e recriação. Com uma produção artesanal, gambiarrística e pequena ele sobrevive de seu trabalho, através da venda de algumas peças e pensa em ministrar cursos abertos para ensinar algumas técnicas de criação a outros entusiastas da ArtedoLixo. Abaixo algumas fotos tiradas durante o evento. Se alguém quiser conhecer o trabalho e/ou entrar em contato, basta entrar no site: http://www.estanagelartes.com.br

  • O ataque dos aplicativos assassinos

    Set 13, 12 • felipecabral • Home, Open SourceNenhum ComentárioLeia mais »
    O ataque dos aplicativos assassinos

    “Não sabemos o que é ser infinitamente bom. Sabemos o que é ser relativamente bom. E sabemos que não somos capazes de ser bons toda a vida e em todas as circunstâncias. Falhamos muito. E depois reconsideramos, o que não quer dizer que o reconheçamos publicamente.” José Saramago, 2005   Produtos eletrônicos só se tornam “lixo”, isto é, só são deliberadamente descartados por duas razões: obsolescência ou dano. E adivinhem qual é o maior motivo responsável pelo descarte de centenas de celulares, computadores, tocadores de mp3, calculadoras, video-games, entre outras coisas que nos fazem cyborgues nos dias atuais? Aumenta de level quem, além de responder, indicar números, dados e pesquisas sobre a obsolescência programada desse nicho nos últimos anos. Muito bem, mas fazer essa afirmação, chegar a esse quadro, talvez não seja tão difícil. Vamos alimentar essa bateria com algumas perguntas e uma pitada de ironia. Nesse engatinhar tecnológico do Século XXI já fomos levados e desejar mais bytes do que somos capazes de processar e com isso tanto plataformas cada vez mais sofisticadas como suportes tecnologicos cada vez mais sedutores são postos no mercado. E quando algo assim é posto em prateleiras, sempre na urgência de uma nova edição ou na preemência de um mais moderno porvir, temos uma pilha de coisas que ficaram e muitas que ficarão para trás. Mas por quê? “O tempo das verdades plurais acabou

Felipe Cabral

↓ More ↓